segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Não basta ser Punk... é preciso ser Cyberpunk!

 “Como eu tenho dito muitas vezes, o futuro já chegou. Só não está uniformemente distribuído.”
- William Gibson, pai do movimento cyberpunk.

[Atualizado em 15/12/2015]

Saudações meus amigos. 

Hoje, trago uma novidade que pode ser do interesse dos RPGistas apreciadores de ficção científica (mais especificamente, da temática cyberpunk) e, principalmente, para aqueles que utilizam o Savage Worlds como sistema.

No dia 30/10/2015, a editora Pensamento Coletivo iniciou sua campanha de financiamento coletivo do livro Interface Zero no Catarse.

Utilizando-se do argumento de que há quase 20 anos não é publicado no Brasil nada relacionado a esse gênero em termos de RPG (o que é um fato verídico, uma vez que a última publicação com essa temática foi o livro Cyberpunk 2020 publicado pela Devir Livraria em 1996), a Pensamento Coletivo tem como objetivo traduzir a segunda edição (ou “2.0”, como fizeram questão estampar sutilmente na capa, rs) da publicação da editora americana Gun Metal Games que em 2013, foi incrivelmente bem sucedida em seu (também) financiamento coletivo pelo Kickstarter, no qual arrecadou US$ 84.400,00 (a meta na época para publicação era de US$. 15.000,00).

I.Z. 2.0 - Edição Americana
Interface Zero (ou I.Z., como também é conhecido lá fora) nos apresenta a proposta de um novo e completo cenário cyberpunk / sci-fi, ambientado na Terra do ano 2090 e que utiliza o sistema de regras do Savage Worlds da Pinnacle Entertainment (publicado aqui pela RetroPunk Publicações). 

Além do livro propriamente dito (que terá formato A4, papel couchê 90g, colorido aproximadamente 380 páginas e capa dura), entre os pacotes de recompensas do financiamento há também aventuras prontas (tanto em formato digital quanto impressas) e outros acessórios relacionados com a temática cyberpunk.

A campanha de financiamento vai até o dia 19/12/2015. Tempo mais do que razoável para ponderar se vale a pena (ou não) tal investimento. Ainda mais se considerarmos o fato da escassez de publicações do gênero no mercado nacional... as poucas que foram traduzidas atualmente encontram-se fora de catálogo, sendo assim, raridades bem complicadas (e muitas vezes caras) de se encontrar.

E caso você seja um completo n00b sobre o assunto... não se desespere (muito)! O Veterano em breve vai retornar com algumas informações extras sobre esse tema.

Um grupo de "Ronins" em meio a execução de um serviço... ou seria tentando SOBREVIVER ao mesmo? (Fonte: I.Z. 2.0)


Postar um comentário