domingo, 4 de outubro de 2015

Savage Worlds Overwatch - História

Saudações heróis selvagens!
Mais um artigo relacionado à adaptação de Overwatch para Savage Worlds, hoje apresentando um pouco da história do cenário.

“Conflito. Enquanto o mundo oscilava a beira da anarquia, uma nova esperança surgiu: uma força tarefa internacional, determinada a por um fim a guerra, e restaurar a liberdade de todas as nações: Overwatch. Soldados, cientistas, aventureiros, e anômalos. Foram eles os guardiões que asseguraram a paz mundial por uma geração. Sob sua constante proteção, o mundo se recuperou. E hoje, apesar de sua vigilância ter acabado, seus ideais de liberdade e igualdade nunca serão esquecidos.”
- Holo vídeo de Apresentação do Museu Memorial da Overwatch.

Estátua de Jack Morrison em frente ao Museu Memorial da Overwatch

A trama de Overwatch se passa na Terra futurística, aproximadamente 60 anos no futuro. Trinta anos atrás, em um período de crise global, que mais tarde ficou conhecido como a Crise Ômnica, foi formada uma força-tarefa internacional, composta por soldados, cientistas, aventureiros, anômalos e outras personalidades “excêntricas”, que possuía como objetivo acabar com a crise e restaurar a paz em favor da humanidade. Agora, após tantos anos de serviço, a Overwatch foi dissolvida, e nos cinco anos seguintes, o mundo se tornou um lugar mais sombrio. No entanto, uma nova ameaça é iminente, e heróis podem novamente vir a ser necessários. Existem várias facções agindo ao redor do globo, operando nos mais diversos tons de cinza.

A Crise Ômnica
A Crise Ômnica foi uma rebelião realizada pelos ômnicos – um tipo muito avançado de unidade robótica – contra os seus criadores humanos, há aproximadamente, cerca de trinta anos atrás.

Os omniuns e sua população robótica haviam sido originalmente construídos para reforçar a manufatura e criar igualdade econômica para o mundo todo. Mas, em algum momento da história, o protocolo de programação destes seres artificiais enlouqueceu e os mesmos saíram de controle, voltando-se contra a humanidade.

Distúrbio em Paris durante a Crise Ômnica

Os levantes ocorreram em escala global, com cidades pelo mundo todo sendo atacadas. E como se isso não fosse suficiente, o conflito também acarretou em inúmeros distúrbios civis como efeito colateral. Unidades de combate Bastion formavam o grosso das forças militares das legiões ômnicas e os campos de batalha incluíam Índia, Austrália, Rússia, Rio de Janeiro, e Paris, entre tantos outros locais. O mundo se estremeceu com a aparição deste novo inimigo.

Por todo o globo, as nações enviavam suas forças armadas contra os ômnicos, e utilizaram suas próprias tecnologias para tentar conter a ameaça. Contudo, elas por si só não puderam fazer muito individualmente contra os autômatos, enquanto que estes eram capazes de dominar o mundo. Agora, as maravilhas da ciência moderna buscavam derrubar a raça humana, sendo esta considerada por historiadores e especialistas como “uma das maiores ameaças para a sobrevivência de nossa espécie desde a Guerra Fria no século XX”.

Mas enquanto governos tentavam neutralizar as máquinas e falhavam, as Nações Unidas estava ocupada criando uma força tarefa internacional chamada Overwatch. Esse grupo pequeno e experimental reuniria os melhores e mais brilhantes ao redor do mundo para resistir à ameaça das rebeliões de robôs ao redor do mundo e fazer pressão assimétrica contra os mesmos. 

Ataque ao Rio de Janeiro durante a Crise Ômnica

Por fim, depois de algum tempo, a Overwatch conseguiu dar cabo da Crise Ômnica e o mundo passou a idolatrar seus agentes como verdadeiros heróis. Após a resolução do conflito, quase todas as unidades de combate Bastion foram destruídas ou desmontadas (salvo algumas excepcionais exceções).

O Legado da Guerra
Uma geração se passou desde o fim da Crise Ômnica. O conflito teve o efeito de mudar a paisagem do mundo, e um revés financeiro foi experimentado como consequência da guerra. Mas mesmo agora, as tensões entre ômnicos e seres humanos ainda permanecem devido ao conflito. A Rússia é um exemplo, com um omnium dentro da Sibéria que continuou a antagonizar com o povo russo. As Indústrias Volskaya aumentaram a produção dos Svyatogor – um tipo de andarilho mecanizado – para lidar com esse aumento das hostilidades. Da mesma forma, as tensões permaneceram na Austrália, com os ômnicos do país recebendo terras dentro do Deserto Australiano em uma tentativa de acordo de paz, evento que levou à criação da Frente de Libertação da Austrália (FLA), e desencadeou em uma agitação civil que culminou na destruição do omnium, e, consequentemente, irradiou seus arredores por quilômetros adentro do Outback Australiano, transformando toda área em uma terra devastada apocalíptica.

Numbani, no entanto, parece ser uma exceção a todas essas tensões. Aqui, os seres humanos e ômnicos vivem juntos em paz.

A própria Overwatch, que ajudou a manter a paz nas décadas seguintes ao fim da Crise Ômnica, inspirando uma era de exploração, inovação e descoberta, após muitos anos, teve sua influência reduzida, até que um dia ela se desfez, e os seus membros foram dispensados.

Os Overwatch se foram… mas o mundo ainda precisa de heróis.

Nota do Veterano: 
1) Este artigo foi elaborado a partir de informações e artigos existentes no site oficial do jogo e no site Overwatch Wiki. 
2) Sim, é o mesmo museu que aparece no trailer cinemático do jogo (e consideravelmente danificado na briga, rs).
Postar um comentário